Orientações para antes e após a cirurgia de implantes.

 

 

 

 

 

EXAMES PRÉ-OPERATÓRIOS

 

 

  • Os exames devem ser feitos em laboratório de análises clínicas com jejum de 8 a 12 horas.

  • Pacientes com convênio UNIMED devem passar por um médico antes de ir ao laboratório, levando consigo a nossa solicitação e vendo a possibilidade de transcrevê-la com requisição do convênio.

  • A Rede CIIPO não fornece esta requisição diretamente ao paciente por restrição da UNIMED.

  • Os resultados dos exames devem ser entregues na Rede CIIPO ao cirurgião responsável pela cirurgia.

  • O paciente que apresentar alteração no estado de saúde deve passar por avaliação médica e somente após, com autorização expressa deste profissional, a cirurgia será realizada.

  • Os resultados dos exames realizados em posto de saúde ou outros órgãos públicos, como, por exemplo, exames de sangue, demoram de 3 a 4 semanas, portanto ao receber a solicitação, faça os exames imediatamente.

 

 

 

 

 

RECOMENDAÇÕES PRÉ-CIRÚRGICAS

 

 

Na primeira fase do tratamento, a cirurgia ocorre em ambiente apropriado, com roupas e instrumental esterilizados, de acordo com a técnica adequada para os padrões odontológicos. É uma cirurgia de médio porte, feita com anestesia local. Sua extensão, inclusive em termos de duração, depende basicamente de quantos implantes serão colocados.

 

 

Não há como impedir contato de bactérias com o campo cirúrgico. Para evitarmos riscos maiores de infecção pós-operatória utilizaremos:

 

 

  • Antibióticoterapia prévia e pós-operatória

  • Limpeza da face e pêlos (sombrancelhas, bigode, barba, minutos antes de iniciar a cirurgia).

  • O uso do enxaguatório bucal deve iniciar 2 dias antes da cirurgia, três vezes ao dia.

  • A última refeição deve acontecer no mínimo 2 horas antes da cirurgia.

  • O paciente deve chegar na clínica com pelo menos 30 minutos de antecedência do horário da cirurgia.

  • A equipe cirúrgica procura começar o procedimento sempre no horário determinado e escolhido pelo paciente com antecedência, mas como o fluxo de cirurgias é contínuo, eventualmente, pode iniciar com atraso.

  • Se você toma  regularmente ASPIRINA ou algum outro medicamento anticoagulante, pare de tomar esta medicação sete dias antes da cirurgia e retorne somente após uma semana da cirurgia.

  • Pacientes mulheres devem evitar o uso de meia-calça no dia do procedimento, pois a mesma não permite a colocação de eletrodos para o controle de batimentos cardíacos.

  • O uso de antibióticos pode alterar o efeito dos ANTICONCEPCIONAIS, portanto tome as devidas providências.

 

 

IMPORTANTE

 

 

  • Por questão de conforto ao paciente, recomendamos que acertos financeiros (cirurgia, sedação) sejam feitos direto com a atendente da Rede CIIPO (Setor Comercial)  até um dia de antecedência do procedimento. 

  • Pacientes que se submeterem ao procedimento com sedação ou cirurgias de enxerto ou mais de 5 implantes devem estar acompanhados de uma pessoa responsável que o acompanhe até a volta para casa.

 

 

 

 

 

RECOMENDAÇÕES PÓS-CIRÚRGICAS

 

Você foi submetido a uma intervenção cirúrgica. Necessitamos de sua colaboração para obtermos o sucesso esperado, especialmente após o procedimento operatório.

 

MEDICAÇÃO

Tome os remédios conforme a receita e as orientações.

 

ALIMENTAÇÃO

  • Primeiras 24 horas: Ingerir somente alimentos líquidos e gelados

  • Primeira semana: Ingerir alimentos líquidos, pastosos e macios

  • Não mastigue no local do procedimento

 

HIGIENE BUCAL

Não fazer bochechos de espécie nenhuma, pelo menos durante as primeiras doze horas. Após este período a boca poderá ser lavada suavemente de três a quatro vezes ao dia com um anti-séptico líquido. Após 24 horas da cirurgia a higiene bucal deve ser normal, com uso de fio dental e escova. A limpeza  do local do procedimento deve ser realizada de modo especial, com enxaguatório bucal  e auxílio de cotonete ou gaze para retirar acúmulo de resíduos e bactérias.

 

 

DOR

Eventualmente você poderá sentir dor no pós-operatório. Normalmente, o problema deverá ser solucionado, tomando-se os comprimidos receitados.

 

 

EDEMA

Ter inchaço no rosto e principalmente no local do procedimento cirúrgico até o terceiro dia é normal. Para prevenir este sintoma é recomendado o uso de BOLSA COM GELO até o segundo dia (de 10 em 10 minutos). Se o edema persistir após 72 horas, faça termoterapia (compressas quentes ou bolsa térmica)

 

 

HEMORRAGIA

Em caso de hemorragia, comprima o local com um tampão de gaze e algodão durante uma hora. Se houver leve sangramento nasal, não assoe vigorosamente o nariz. Caso o quadro clínico não melhorar, entre em contato com a Rede CIIPO.

 

 

HEMATOMA

Este sintoma pode ocorrer, desde que seja moderado. Opção: utilize a pomada HIRUDOID, de uso EXTERNO.

 

 

PRIMEIRA SEMANA

  • Não se expor ao sol

  • Não fazer caminhada longa ou exaustiva

  • Não baixar a cabeça por longos períodos

  • Não espirrar pelo nariz (em caso de enxerto de seio maxilar)

  • Não tomar ASPIRINA como analgésico

 

 

PACIENTES DE PÓS-OPERATÓRIO COM SEDAÇÃO

  • A alta só será concedida na presença de um acompanhante ou responsável pelo paciente

  • Não atravessar a rua sozinho

  • Não pegar objetos cortantes

  • Não ficar próximo a janelas ou sacadas

  • Fica proibido o uso de transporte público ou dirigir veículo nas primeiras 24 horas pós-operação

 

 

RETORNO PARA AVALIAÇÃO

O paciente deve deixar previamente agendada a sua consulta de retorno para avaliação, até uma semana após a cirurgia. Esta data poderá ser alterada conforme o procedimento cirúrgico.

 

 

REMOÇÃO DE PONTOS

Terminada a cirurgia, agende sua consulta para remoção de pontos que deverá ser feita de 7 a 10 dias após a cirurgia. Esta data poderá ser alterada conforme o procedimento cirúrgico.

 

 

MASTIGAÇÃO

Durante o tempo determinado de espera para a realização da segunda fase de seu tratamento, a mastigação no local do procedimento cirúrgico deve ser evitada.

 

 

DÚVIDAS

Se você tiver alguma dúvida ou algum sintoma que lhe deixe preocupado, ligue para a equipe do Dr Vanderlim Branco Camargo a qualquer momento. Siga corretamente o tratamento medicamentoso proposto. Não pare de ingerir a medicação na metade do tratamento só porque os sintomas desapareceram.

 

 

 

 

 

 

 

CUIDADOS PÓS TRATAMENTO

 

 

Uma vez terminado o tratamento com implantes, você já está usufruindo todos os seus benefícios. Portanto neste momento é importante reforçarmos algumas informações que são relevantes no sentido de aumentar a duração do tratamento.

 

 

DA HIGIENIZAÇÃO DIÁRIA

Uma das principais causas de insucesso após a osseointegração é a má higienização bucal. Se você acha que pode descuidar de sua higiene, estará atuando contra si próprio. Os resíduos alimentares deverão ser removidos após qualquer tipo de refeição, impedindo a inflamação da gengiva ao redor  do implante e a formação de cálculo dental.

Além da escova e do creme dental, encontramos à venda no mercado os fios e fitas dentais, as escovas interdentais e alguns líquidos para bochechos, que são dispositivos que têm por objetivo auxiliar na limpeza das próteses sobre implantes, em áreas onde a escova tem difícil acesso.

 

 

  • ESCOVA DENTAL - cabeça pequena, cerdas macias e com pontas arredondadas. É importante estabelecer uma seqüência de escovação. Primeiro as superfícies externas, depois as internas (movimentos do tipo rotatórios) e, por último, as de mastigação (movimentos do tipo vai-e-vem). Ela deverá ser trocada quando suas cerdas ficarem deformadas (em geral, 3 meses de uso).As próteses com sistema de encaixe devem ser removidas para a higienização da porção interna, que fica em contato com os implantes.

  • CREME DENTAIS - utilize o de sua preferência, independentemente da marca ou preço. O importante é que ele seja pouco abrasivo.

  • ESCOVA INTERDENTAL - é indicada para limpeza dos espaços entre os implantes. Deve ser empregada em adição à escovação de rotina.

  • FIO e FITAS DENTAIS - corte aproximadamente 50 cm do fio ou fita e enrole as extremidades nos dedos médios. Use-os para limpar as superfícies entre os dentes, deslizando-o suavemente em direção à gengiva. Nas próteses fixas, utilize um passador de fio para atingir as superfícies na forma de uma “ alça”, em movimentos rotatórios, como se estivesse “ lustrando” o implante. Assim, estará higienizando principalmente a superfície lingual  do implante,que é muito crítica.

  • LÍQUIDOS PARA BOCHECHO - além de todo o processo de higiene bucal, é importante a utilização de um colutório que possua na sua composição o “ TRICLOSAN”, QUE INIBE A FORMAÇÃO DA PLACA BACTERIANA.

  • ESCOVAS ELÉTRICAS - estão indicadas para pacientes com deficiências ou que não tenham habilidade manual.

  • WATER PIK – jato de água elétrico extremamente eficiente para higienização bucal principalmente para casos de próteses fixas e aparelhos ortodônticos.

 

 

 

DO ACOMPANHAMENTO PERIÓDICO

Tão importante quanto à perfeita higienização é o acompanhamento periódico. As revisões periódicas  para a prevenção devem ser feitas impreterivelmente a cada três, quatro ou seis meses, conforme recomendação do cirurgião dentista. Fazem parte da consulta de prevenção: a revelação de placa, orientação de higiene oral, motivação, remoção de tártaro e a profilaxia. O objetivo da consulta de prevenção é a manutenção da saúde da gengiva e do tecido ósseo que circunda a prótese sobre o implante. Além da consulta de prevenção, a cada seis meses é necessária a avaliação clínica da gengiva e da prótese sobre o implante e, a avaliação radiográfica do implante e do tecido ósseo junto ao implante.

 

 

DO USO CORRETO

Também é responsabilidade do paciente, o correto uso da prótese sobre o implante feito. Hábitos como mastigar alimentos extra-duros (amendoim, milho, gelo, pipoca), hábitos deletérios (roer unhas, canetas, e outros objetos, abrir garrafas), o hábito de ranger os dentes (que pode ser corrigido com uma placa de proteção), favor movimentos de mastigação perpendiculares ao eixo dos dentes, precisam ser evitados para garantir o sucesso do tratamento realizado a longo prazo.

 

 

DOS RISCOS

A não observância das recomendações acima implica em riscos com reabsorção óssea (perda do osso que segura o implante), doença periodontal (inflamação da gengiva e do osso que sustenta o implante), desconfortos, dores, mau cheiro, inchaço, perda do implante, fratura da prótese, fratura do implante, fratura do parafuso que segura a prótese, descolamento da prótese, afrouxamento da prótese, entre outras. Se nos próximos anos você observar alguma anormalidade em sua prótese, ruptura de algum fragmento, afrouxamento (mínima mobilidade) você deve procurar seu dentista particular imediatamente.

 

 

LEMBRE-SE

O sucesso do tratamento depende dos retornos periódicos para controle e manutenção nas datas preestabelecidas, que deverão ser rigorosamente cumpridas. Agende consultas semestrais com seu dentista particular.

 

 

 

 

DIETAS PÓS-CIRÚRGICAS

 

 

 

Dieta 1. Pacientes que não podem mastigar nada: consistência semilíquida e temperatura fria ou gelada.

 

  • Ceia: mingau de cereal, leite desnatado, cereal (aveia)

  • Jantar: repetir o almoço;

  • Lanche da tarde: vitamina de fruta enriquecida, leite desnatado (1 copo), banana;

  • Almoço: sopa de legumes com carne/peixe (80g), suco de fruta rico em vitamina C;

  • Lanche da manhã:  vitamina de fruta enriquecida, fruta;

  • Desjejum: mingau de cereal, leite desnatado (1 copo), cereal (aveia).

 

 

 

Dieta 2. Para mulheres sedentárias ou em menopausa: consistência pastosa.

 

  • Desjejum: leite desnatado, café, açúcar (2 colheres de chá rasas), pão de forma (2 fatias), requeijão light (1 colher de sopa cheia), mamão;

  • Ceia: mingau de maisena (200 ml de leite desnatado,  1 colher de sobremesa de maisena,  açúcar);

  • Jantar: canja de galinha (1 prato fundo), pão de forma umedecido na canja, sobremesa de gelatina (2 colheres cheias);

  • Lanche da tarde: vitamina de banana, leite desnatado (1 copo), banana prata (1 unidade pequena), açúcar (1 colher de sopa cheia);

  • Almoço: carne moída com caldo (2 colheres de sopa cheias), purê e couve-flor cozida (2  colheres de sopa cheias), arroz papa (2 colheres de sopa cheias) e sobremesa de purê de maçã (meia maçã);

  • Lanche da manhã: suco de laranja (1 copo), açúcar (2 colheres de chá rasas).

 

 

 

Dieta 3. Para adultos sem restrição calórica: consistência pastosa.

 

  • Desjejum: leite desnatado (1 copo médio), café, açúcar (2 colheres de chá cheias), pão de forma (2 fatias), margarina (2 colheres de chá cheias), mamão (1 fatia pequena amassada);

  • Ceia: iogurte (1 pote);

  • Jantar: arroz papa (4 colheres de sopa cheias), feijão liquidificado (1 concha pequena divididas em grão e caldo), frango desfiado ou liquidificado ou liquidificado junto do feijão  (4 colheres de sopa cheias), suflê de  legumes (1 pedaço pequeno), sobremesa banana prata cozida com sorvete (1 bola pequena);

  • Lanche da tarde: leite desnatado (1 copo), café, açúcar (2 colheres de sopa cheias), sobremesa de gelatina (1 pote);

  • Almoço: carne moída com caldo (4 colheres de sopas cheias), purê (3 colheres de sopa cheias), feijão liquidificado (1 concha pequena dividida em grãos e caldo), arroz papa (4 colheres de sopa cheias), sobremesa de gelatina (1 pote);

  • Lanche da manhã: suco de laranja (1 copo), açúcar.

 

 

 

Dieta 4. Para adultos com restrição de calorias: consistência pastosa

 

  • Desjejum: leite desnatado (1 copo), café, açúcar (2 colheres de chá rasas), pão de forma (2 fatias), requeijão light (1 colher de sopa cheia);

  • Ceia: Vitamina enriquecida ou leite desnatado (1 copo);

  • Jantar: purê de batata (4 colheres de sopa cheias), peixe  ensopado desfiado, podendo ser substituído por frango (1 filé médio), creme de espinafre (2 colheres de sopa cheias);

  • Lanche da tarde: iogurte natural (1 pote), banana prata;

  • Almoço: carne moída com caldo (2 colheres de sopa cheias), abóbora refogada amassada (2 colheres de sopa cheias), feijão liquidificado (1 concha pequena dividida em caldo e grãos), arroz papa (4 colheres de sopa cheias), sobremesa (meia maçã raspada);

  • Lanche da manhã: vitamina de fruta enriquecida, suco de laranja (meio copo), mamão (1 fatia pequena).

 
 
 
 
 

Consultas 48 3324.0024

  • Facebook App Icon

facebook/redeciipo

© 2015. Rede CIIPO. Todos os direitos reservados.